Pra começar...


Ontem o Francisco completou dois meses. Me lembro de ter criado este blog uns dias antes dele nascer e ainda não tive o menor tempo de vir aqui cuidar da cara do blog, e muito menos escrever alguma coisa.

Neste exato momento estou em Volta Redonda, na casa dos meus pais, vim para passar quinze dias (um pouco antes do Francisco completar um mês), mas no dia de voltar para o Rio descobrimos que o meio-metrinho nasceu com defeito de fábrica e precisou operar. Imaginem como eu fiquei, né? A cirurgia é das mais simples, mas é cirurgia, com todos os riscos que uma cirurgia oferece, então [Maysa mode-on] "Meu mundo caiiiiiiiiu..."[Maysa mode-off]. Mas essa é uma história que eu conto depois, com um pouco mais de tempo (ops! eu disse tempo? não sei mais o que é isso não).

Francisco cismou de só dormir à tarde se for no colo. À noite ele dorme bem, só acorda pra mamar, mas capota em seguida, em qualquer lugar,e não prejudica em nada a minha noite de sono, mas à tarde é o ó do borogodó. Dorme no colo que é uma maravilha, mas se coloco no berço (ou afins), não dura cinco minutos. Isso me tira toda e qualquer possibilidade de fazer qualquer coisa. Se bem que a minha mãe e o Ricardo me quebram muito o galho, ficando com ele quando tô cansada demais, quando minha mão dói muito (pra completar, arrumei uma possível tendinite na mão direita que tá acabando com a minha raça), quando eu preciso ir na rua, mas de qualquer forma é extremamente cansativo. E quando ele cisma que quer colo em pé? É, rapadura é doce, mas não é mole não... Não basta querer ficar no colo, ele também exige que eu fique em pé. Quando ele me deixa sentar, ótimo, consigo assistir alguma coisa na TV, um filme, ler um pouco, mas de pé não dá, sem contar a coluna que dói horrores (é, depois de parir a coluna fica doendo por um bom tempo).

Ontem comprei A encantadora de bebês, pra ver se eu consigo aproveitar alguma coisa de lá pra facilitar um pouco a minha vida. Comecei a ler e, pelo que pude entender, tudo se baseia numa rotina estruturada, onde todo dia as coisas precisam obedecer uma ordem, para o bebê saber exatamente o que está por vir e você poder atender mais facilmente as necessidades do bebê. Não comprei um livro querendo um manual, não acredito em nada que coloque pessoas diferentes sob o mesmo ponto de vista, comprei para, quem sabe, ter uma luz para, por exemplo, fazer com que o Francisco permaneça dormindo na cama dele durante a tarde e desista definitivamente de passar horas no meu colo.

Vou ver se consigo arrumar algumas horinhas semanais para colocar esse blog em dia. Nem que seja uma vez por semana, eu hei de conseguir!

Um beijo e um queijo a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário