Carta para Francisco

Meu filho,

Quando eu olho pra você eu nem acredito que fui capaz de fazer um menino tão bonito. Fico só te paquerando, deslumbrada com seus olhinhos espertos de querer ver tudo ao mesmo tempo. Todo dia você vem com uma novidade, todo dia você cresce um pouquinho e eu já fico com saudades do que você foi ontem, mas encantada com o que você é hoje. Você muda todo dia e eu tenho que me manter atenta para não perder nada. Você é rápido!

12/05/2010

Me lembro da primeira vez que você respondeu a um sorriso meu e eu comecei a chorar -  porque mãe é um bicho meio besta mesmo! E ontem você ameaçou a gargalhar. Aliás, você gargalhou e – que graça – se assutou!

Parece que foi ontem que você nasceu  e eu tinha medo de tudo. Tinha medo de machucar você, de não saber cuidar, de tropeçar com você no colo!!! Eu demorei mais de um mês pra te dar banho, vê se pode? Hoje, quase três meses depois, eu começo a rir disso. Nós formamos uma dupla e tanto. Fazemos tudo juntos, até banho de chuveiro agarradinhos a gente toma e esse é um daqueles momentos mágicos em que eu queria mesmo que o tempo parasse.

Acho uma graça quando você fica conversando com seu móbile, com o lustre do quarto, e hoje você resolveu conversar com o seu reflexo no espelho – e depois eu fiquei muito brava comigo por não estar com a filmadora em mãos. E por falar em mãos, parece que você está começando a descobrir que as tem e pra que elas servem.

Você tá crescendo, moleque! E eu só queria descobrir como é que faz pro tempo ir mais devagar…

Te amo!

Mamãe

6 comentários:

  1. Eu acho que ser mãe não é padecer no paraíso como todos dizem, toda coisa boa tem o seu lado não tão bom assim! Mas ser mãe compensa todos os lados "ruins" um sorriso, um olhar, um 'angu' até um coco fazem nossos dias tão mais felizes, não existe mais aquele vazio, agora somos preenchidas pelos nossos (não tão) meio metrinhos. Acho que a alegria de ser mãe supera tudo, o amor de mãe então.. ixi desse nem se fala!
    Nossos filhos estão crescendo e eu também me pego pensando no dia que o Ale nasceu.. cara, parece que foi ontem!! então vamos aproveitar bastante, agarrar, morder, brincar, chorar com sorrisos, com cada descoberta que nossos filhos fizerem e até cada traquinagem.. pq um dia isso vai fazer taaaaaanta falta e quando eles pedirem dinheiro pra sair com as namoradas acho que vamos lembrar desses dias que estamos vivendo hoje hahahahahaha.

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo o que voce escreveu. Amo vcs.\

    Dada

    ResponderExcluir
  3. Raquel Cunha Oliveira18 de maio de 2010 20:49

    Nossa Keka, é verdade!!Hj eu já sinto saudades do que houve ontem, imagina daqui a alguns anos... sinto até um nó na garganta só de pensar!

    ResponderExcluir
  4. Ai, Ju! Acompanho-te há alguns [poucos] anos na blogosfera e sei que até vc e o Ricardo decidirem ter um beibe, foi um longo tempo de reflexão, de "será que podemos? será que devemos?" Então, não me admiro mto que o Francisco tenha sido a resposta mais perfeita a tantos questionamentos, ainda mais feito com tanto amor.

    Por isso, admiro [boas] mães que se dedicam aos seus filhos, como tu o fazes. Deve ser a das melhores sensações que tens neste momento e em todos os momentos vindouros.

    O geekzinho liiiiiiiiiindo que não paras de olhar e de ver crescer vai ter um orgulho danado em receber todas as cartas q escreveres, mesmo que nenhuma [ou todas] delas consigam fazê-lo entender o quão importante é cada momento que vives c ele.

    Bjos, querida!

    ResponderExcluir
  5. Além de ser uma filha muito querida, ximbirica eterna do pai e estar se revelando como mãe dedicada ainda temos o prazer de ler coisas tão bonitas, Te amo. Pai todo orgulhoso.

    ResponderExcluir
  6. Ju, nem preciso dizer o quanto eu sou apaixonada por esse meio metrinho, né? Que palavras lindas tu esreve pra ele. Guarde-as bem guardadinhas para que, daqui a alguns anos, o Francisco possa saber o quanto é querido e amado desde sempre, e quanta felicidade ele traz pra vida dessa mãezonha que ele tem.

    Beijo pra dupla dinâmica. =]

    ResponderExcluir